Elsa,  Gastos,  Reflexões

A vida sobre rodas

Nossa casa por 12 dias!

Nas duas últimas semanas de setembro, eu e meu marido fizemos uma viagem de motorhome nos EUA. Esse era um sonho nosso há anos. Viver a vida sobre rodas, ter a liberdade de se transportar de um lugar para o outro sem ter que fazer check-in em hotel e ter uma cozinha disponível 24h para fazer as refeições nos lugares mais bonitos e inusitados. A maior lição dessa viagem, no entanto, foi de como a vida pode ser simples.

Por sua estrutura, o motorhome te obriga a ser econômico. É claro que no país do império do consumo, até existem motorhomes enormes e luxuosos. Não era o nosso caso nessa viagem. O nosso motorhome comportava água o suficiente para duas pessoas tomarem um banho e lavar a louça, mas tudo com parcimônia. Se você deixasse a água ligada enquanto passava shampoo no cabelo, corria o risco de deixar seu parceiro sem água para o banho. Ele também tinha um gerador de energia, mas que funcionava por apenas algumas horas por dia. Ou seja, não era possível dormir com o ar condicionado ligado. Mas a graça de ter uma casa sobre rodas é que você pode escolher um lugar mais fresco pra dormir, e abrir a janela ao invés de usar o ar. As tomadas e luzes funcionavam com a bateria do carro, que era recarregada durante os trajetos. O curioso é que isso foi o suficiente pra gente e não precisamos ligar o gerador de energia nenhum dos 12 dias que passamos com o motorhome.

Outra lição de simplicidade foi em relação à louça e comidas. Ele tinha uma geladeira e freeze, mas pequenos. A compra no supermercado precisou ser muito bem pensada para caber tudo e não estragar nada. Além disso, a empresa em que alugamos o carro nos oferecia um kit com utensílios domésticos por $150. Frugais como somos, decidimos levar nossos próprios utensílios do Brasil. Uma panela, uma frigideira, dois pratos, dois copos e dois conjuntos de talheres. Só. Com isso, conseguimos cozinhar alguns pratos bem bacanas e não nos sentimos limitados em nenhum momento. Como a gente tinha poucos recursos, tínhamos que lavar enquanto cozinhávamos. Resultado: depois de comer, não tinha aquela pilha de louça pra lavar. Quando voltamos, foi até chocante ver a quantidade de parafernália que temos na nossa cozinha (que já é pequena). É curioso que quando temos esses utensílios disponíveis, nós utilizamos. Mas se não temos, dá pra se virar com o que tem. Isso sem dúvida vai me fazer pensar duas vezes antes de comprar uma espátula específica pra um tipo de coisa, rs. 

A viagem com o motorhome com certeza deu um toque especial às férias. Em geral, é difícil resistir a tentação de comer em um restaurante bacana quando viajámos. Mas o motorhome nos permitia estacionar na praia, longe de todos, e jantar debaixo de um céu estrelado. Para nós, isso era muito mais prazeroso que qualquer restaurante chique!

O aluguel definitivamente não é barato e o tanto de gasolina que o carro consome não deixa necessariamente a viagem mais barata. Mas acredito que a viagem te ajuda a economizar sim, com mais uma lição de como precisamos de pouco para viver e que, talvez, a gente é que complica a vida com tantos utensílios! 

 

14 Comentários

  • kspov

    Elsa

    Quando o mundo FIRE utiliza a palavra frugal, a impressão que tenho, que seria um pecado gastar com um bom jantar, acompanhado de um excelente vinho.

    Pra mim frugal é não desperdiçar, mas fazer aquilo que gosta. O que muita gente faz é viver uma vida miserável.

    É extremamente importante economizar, e vivermos uma vida plena financeiramente falando, mas é muiiito bom vc ter dinheiro pra fazer aquilo que gosta.

    Se vc passeou com seu marido, curtiram a viagem, tudo dentro de um orçamento planejado, com certeza não há dinheiro que pague esses momentos.

    O que vejo as vezes são pessoas deixando de fazer uma viagem inesquecível, por que não quer gastar, sendo que a pessoa tem condições pra aquilo. Se não tem condições, vai se endividar, aí até concordo. Mas nos privarmos de momentos como esse…… acho complicado.

    Abs

    • sempresabado

      Concordo super kspov!
      Adoro a frase que podemos ter qualquer coisa, mas não todas as coisas. Viajar e morar perto do trabalho são dois “luxos” que não abro mão. Assim, não me importo de abrir mão de outras coisas porque sei que estou tendo aquilo que mais importa pra mim. Esse mudança de percepção facilita muito pra não ter essa sensação de privação que algumas pessoas tem. Ajuda muito no plano! Frugalidade sim, privação não!

  • Viver Sem Pressa

    Uau Elsa, um dos meus sonhos é viajar de motorhome. Eu sempre tive fascínio desde pequena, de morar em lugares pequenos. Era kitnet, motorhome, dentro de um ônibus, contâiners, etc. Acho que a minha curiosidade vem justamente do desafio de descobrir até que ponto as necessidades que temos atualmente são impostos pela sociedade do consumo. Minha cozinha apesar de não ter muita coisa, ainda tem bastante utensílios. Fico me perguntando se eu não tivesse espaço, será que não diminuiria a quantidade consideravelmente? E tenho certeza que a resposta é um sonoro Sim!
    No momento, aguardo as crianças crescerem um pouco mais, para que eu possa realizar esse meu grande sonho de viver num motorhome durante algumas semanas. Tenho certeza que será inspirador, como foi para você. Um beijo.

    • sempresabado

      Que legal que também era um sonho seu Yuka!
      Eu vi muita gente acampando mesmo, com barraca. E ficava admirada de ver como as pessoas “se viram” quando precisam. Cozinhavam comida na fogueira, lavavam as louças em baldes, tomavam banho em banheiro público. Não precisamos de muito mesmo! Acho que vc iria adorar a experiência! Vi muitas famílias com criança pq o custo é bem diluído com o motorhome já que fica todo mundo no mesmo lugar e não tem que reservar dois quartos de hotel!
      Abs

  • ABM

    Que incrível Elsa! Que maravilha não estar em função de hotel nas férias! Esse seu post até deixou um gostinho de quero mais sobre o seu roteiro! Eu já ensaiei uma viagem dessas mais de uma vez. No final, o custo do aluguel do motorhome ficou um pouco acima da minha zona de conforto. Nao sei se entendi bem essa “economia” dos motorhomes, mas fiquei com a sensação de que quanto mais de longo prazo a viagem, mas compensadora se torna essa opção. Comprar o motorhome e rodar um ano ou mais e depois vender parece ser bem viável.

    • sempresabado

      Oi ABM! Precisando do roteiro, só me avisar que te envio!
      Tem algumas opções bem interessantes pra quem tem flexibilidade. A empresa que aluguei (Cruise America) as vezes precisa transportar o motorhome de um lugar ao outro e nesses casos oferece a opção de você levar pra eles por um custo bem baixo da diária. Já pensei nessa opção pra fase da aposentadoria, quando terei mais flexibilidade de horário.
      Pra famílias também achei que tem uma economia a mais primeiro porque não precisa reservar mais de um quarto de hotel e segundo porque da pra fazer todas as refeições nele.
      Mas a viagem fica especial mesmo! Recomendo!

      • ABM

        Oi Elsa, valeu pela dica da empresa! Se Não for dar muito trabalho para você, me envia sim seu roteiro! Vamos fazer uma road trip pelos EUA agora no final do ano. Alguns dias na estrada em família! Se coincidir trechos, vai ser legal ver o que vc fez. Eu fiquei impressionada com a quantidade de gente no Brasil que anda construindo motorhome e que estão vivendo na estrada. Tem um casal que detalhou toda a montagem do motorhome deles em um blog e no youtube (https://www.donorteaonorte.com.br/). Ficar um tempo na estrada é sempre um sonho que vai e vem para a gente. No curto prazo queremos fincar raizes. Mais adiante, tenho muita vontade de passar um longo tempo viajando em família.

        • sempresabado

          Amei esse blog ABM! Bom saber que já tem gente vivendo assim no Brasil.
          Realmente é uma possibilidade pra gente na vida FIRE tb.
          Abs!

    • sempresabado

      Fiz a Califórnia EI! Canadá é a próxima da lista, dizem que o país tb tem muita estrutura pra uma viagem assim. Depois conta como será a sua! Abs

  • Dinheiro Investimento e Lazer

    Muito interessante sua viagem.

    Essas viagens são muito boas, para além de conhecer lugares lindos, ainda aprendemos a viver com menos coisas ter uma vida mais minimalista.

    Quanto temos menos coisas e aplicamos esses recursos para termos mais renda passiva, sobra mais tempo para fazer as coisas que gostamos.

    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.