Elsa,  Reflexões

Apenas uma meta para 2019

 

Já ouviram aquela regra dos 5/25 do Warren Buffet? A história completa está aqui, para quem não conhece. Mas resumindo, ele ensina que devemos listar 25 coisas que gostaríamos de conquistar, e depois ir eliminando 20 até sobrar com apenas 5. E você deve focar só nessas 5 para conseguir ter sucesso, as demais 20 só vão tirar seu foco de conquistar essas 5 coisas.

Para 2019 eu decidi usar essa dica do WB, mas de uma maneira mais exagerada: eu terei só uma meta! A minha meta para 2019 é conseguir viver com apenas 30% da minha renda e investir 70%. A motivação para isso? Simples, se eu conseguir alcança-la, então eu conseguirei antecipar minha aposentadoria em 2 anos, o que significa só mais 7 anos de trabalho convencional para mim. É uma excelente motivação!

Como eu já comentei, hoje consigo viver com 50% da minha renda. Já fiz aqueles cortes básicos de todo mundo que conhece a comunidade FIRE: cortei a tv à cabo, vendi meu carro, comecei a trazer marmita para o trabalho, negociei a conta do meu celular, aprendi a cuidar da casa sozinha, corto meu próprio cabelo e faço minhas próprias unhas. 

Em geral, essas coisas estão relacionas aos seus gastos fixos mensais. Quando olho para esses gastos, sei que vai ser muito difícil economizar ainda mais neles. Foi aí que eu resolvi olhar com mais carinho para os gastos variáveis.

Hoje eu tenho um orçamento bem flexível para viagens e lazer. De certa forma, por representarem experiências e não uma compra material, eu me permito bastante nesses itens. Sempre que possível tento receber as pessoas em casa para evitar comer fora de casa, mas ainda não aprendi a falar “não” para convites de jantares ou almoços com os amigos. A mesma coisa em viagens. Acho que conhecer a culinária do local faz parte da experiência da viagem, e não resistia a tomar café da manhã, almoçar e jantar em restaurantes. 

Mas decidi ter um orçamento fixo para essas experiências também. A ideia é aprender a priorizar quais experiências serão mais valiosas para mim e dizer alguns “não” para convites que não são tão importantes. Não pretendo viajar menos, nem me divertir menos. Mas quero me desafiar a fazer essas coisas de uma forma mais criativa e mais econômica!

Para chegar na economia de 70% da minha renda, eu vou precisar cortar meus gastos variáveis pela metade! Para facilitar, dividi o quanto eu poderei gastar com lazer por semana e o quanto poderia gastar com viagem por 3 viagens (que é o que eu tiro de férias por ano). 

Estou animada com esse novo desafio! Tenho certeza que vou descobrir novas formas inteligentes de se divertir com pouco. E claro, irei compartilhar com vocês!

E vocês? Alguma meta financeira para 2019?

Elsa

 

16 Comentários

  • Gari Advogado

    Bacana!!! Espero que voce consiga alcançar seus objetivos!!! Eu passei 2017 e 2018 (tirando dezembro) poupando na media 65% de todos meus ganhos e investindo. Só ficarei frustrado neste próximo fechamento por um motivo: sou advogado e servidor publico e no lugar que moro o governo disse que não vai pagar os salarios de dezmbro (vai deixar a bomba para o proximo governo).

    O que farei? Vou me precaver… Usar minha reserva de emergencia e o resto que sobrou do salario de novembro + uns honorarios ( seguro carro, revisao carro).. Fico frustrado quando não poupo em 1 mes. PArece que voce é escravo… A sorte que meus alugueis de FII tem “quebrado o galho”, assim como a reserva de emergencia com essa crise fiscal de onde moro. Abraço

    • Gari Advogado

      OBS : Seguro do carro e revisão foram as principais despesas do mes de dezembro. Como sobrou so eu em casa e meu pai está desempregado, ajudo dando R$ 600 reais de vale alimentacao pra meu pai fazer as compras de casa, agua, energia e internet.

    • sempresabado

      Gari, parabéns pela poupança de 65%! É um número bem elevado!

      Que notícia péssima essa do seu salário de dezembro. Imagino q deve ter alguns colegas de trabalho que não poupam e devem estar desesperado agora com a falta de salário né?
      É sempre ruim usar a reserva de emergência, mas de graças que vc tem essa reserva! Parabéns mais uma vez!

      A questão fiscal do país precisa ser resolvida logo… vc pensa em migrar pra iniciativa privada?

      • Gari Advogado

        Eu penso seriamente em empreender futuramente, mas do jeito que está ficarei por enquanto observando. Meu pai após 20 anos quebrou o comercio, mas conseguiu formar 3 filhos (um medico, um engenheiro e eu (servidor publico e advogado). Abraço

  • executivoinvestidor

    Ótimo post Elsa! Meta bastante arrojada mas factível! Eu sou exemplo vivo de que é possível viver com 25-30% da renda sem ter que abrir mão de qualidade e mesmo viagens (também adoro viajar!!). Por quase 10 ano minha taxa de poupança ficou entre 70-75% da minha renda familiar. A mudança para o Canadá me fez desviar um pouco mas essa certamente será uma das minhas metas para 2019 (retomar aportes superiores a 60% da renda).
    Abraço e desejo um feliz 2019 para você, Muquirana e família! A aos leitores aqui também!

    Executivo Investidor
    http://www.executivoinvestidor.com

    • sempresabado

      Boa EI! 75% de poupança é uma meta arrojada mesmo, mas eu acho que funciono melhor com metas arrojadas rs gosto de desafios!

      Realmente uma mudança atrapalha bastante os planos de poupança. Acho que o que vai ajudar é que não tenho nenhum grande evento do tipo programado para 2019.

      Feliz 2019 para vc tb! Estaremos juntos e espero que vc consiga voltar pra cima dos 60% em 2019 também!

  • ABM

    Alcançamos 75% nos dois últimos anos. Vamos manter a meta onde esta. Se economizarmos mais será um bonus. O fato é que quando você está em um contexto de trabalho e muitos compromissos é melhor desencanar e economizar menos alguns aspectos para não ficar tão no limite da tensão. Eu acho que só é 100% frugal quem é pobre de espirito ou pobre de verdade. Há gastos que temos hoje com uma vida produtiva que serao bem otimizados no futuro quando tivemos mais flexibilidade. Parabéns por querer otimizar seu orçamento variável. Eu abri mão de alguns programas fora com determinados amigos dado o grau de “sofisticação deles”. E ainda falei na lata para alguns que determinados gastos em restaurante nos atrapalhavam financeiramente. Alguns amigos passaram ate a repensar um pouco. Outros decidiram seguir no alto padrao com os amigos gastadores e nos chamar para coisas mais simples. Enfim, quanso que se vc tem um historico de lealdade com seus amigos, eles acabam te aceitando com suas “esquisitisses”.

    • sempresabado

      ABM me identifico muito com isso que você disse. Com os amigos mais próximos tenho a liberdade de falar “gente, não quero gastar com restaurante” e eles entendem. Claro q acham esquisitice mesmo rsrs, e acho até legal que eles têm a liberdade de falar isso, no fundo qdo respeitamos as escolhas de todos fica tudo sempre bem!!
      Abs, Muquirana

  • Simplicidade e Harmonia

    Elsa,

    Boa ideia! Quanto em menos quantidade e mais significativas forem as metas, melhor para nós mesmos.

    Agradeço por sua visita e comentários em meu blog. 🙂

    Desejo um Feliz 2019 à você e à todos os seus leitores,
    Simplicidade e Harmonia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.