FIRE,  Muquirana

Começando a vida FIRE na Europa

Photo by Guillaume Périgois on Unsplash


Estou completando o primeiro mês de vida FIRE na Europa e devo dizer que as coisas estão indo bem melhor que o esperado. Foi um período corrido, mas essa semana comecei a ter um gostinho de como as coisas vão se acomodar daqui pra frente.

Eu estava lá embaixo na pirâmide de Maslow e a preocupação inicial era ter onde morar. Chegamos com a ideia de viver fora da cidade em um subúrbio perto e fazer os deslocamentos para a cidade de bicicleta. Descobrimos que por causa do trauma do confinamento, nós e toda a Europa também quer morar em uma casa. Os preços explodiram e a oferta sumiu. Fomos vendo o trampo que era ir de bicicleta por 10km em cada perna de trajeto todos os dias e nos resignados a ver aluguel de apartamento na cidade.

Resolvi adotar a estratégia da Yuka de procurar um imóvel. Vou escolher onde quero morar e dar um jeito de achar um imóvel ali. Deixamos o pequeno na escola, pegamos as bicicletas e fomos rodar as ruas ao redor até achar um lugar tranquilo. E não é que achamos um condomínio de prédios baixos super silencioso, perto da escola e na frente de um parque? Acabamos fechando um apartamento super gostoso, maior do que tínhamos e pelo mesmo preço do que pagávamos em SP.

Dificuldades operacionais a parte a vida está muito agradável. Nossa burocracia de imigração já está feita e o pequeno Muquirano está se adaptando a escola aos poucos. Ele entende os professores que falam em inglês, mas sofre para se comunicar com os colegas na língua local.  Deixá-lo na escola ainda é difícil, mas as professoras mandam fotos durante o dia mostrando que ele fica bem. Aqui a escola dura o dia todo e dá dó deixar a criança por lá de manha e pegar no fim da tarde, mas na maioria esmagadora dos países desenvolvidos não existe escola de meio período, já que os pais trabalham o dia todo e uma babá não é uma opção. Também penso que hoje fico com ele por mais horas do que ficava quando estava no Brasil trabalhando no escritório e chegava em casa só as 19h.

As opções de lazer ao ar livre são muito boas e estamos conseguindo aproveitar as tardes para passear depois da escola. Nosso gasto de lazer está perto de zero. Esse mês estamos anotando nossas despesas na ponta do lápis e depois atualizo a todos com nossos custos. As vezes dá um frio na barriga ver os gastos em euro e converter para real, mas penso o quanto já poupei em reais e em euros para isso e deixo pra lá. Em algum momento preciso parar e ajustar o orçamento e as contas. Por enquanto estou bem leniente no tema finanças.

Por último, estou adotando a estratégia que li no blog da Yuka de deixar as superfícies lisas em casa para ajudar a limpeza e estou adorando. Não compramos mesa de cabeceira e não temos nada na bancada da cozinha, na mesa de centro e nem na mesa de jantar. Na pia do banheiro só escova de dente, pasta e o sabonete liquido. O quarto do Jr. Muquirano tem só a cama e um grande espaço livre para brincar já que acabamos guardando os brinquedos no armário que tem uma prateleira baixa que ele alcança sem problemas. Por enquanto está indo bem e estamos mantendo a casa limpa e em ordem. Desistimos de comprar torradeira e estamos esquentando o pao no forno ou na frigideira de manha. Um gasto a menos e uma coisa a menos pra limpar. Atualizo isso no futuro, já que a família tem um viés bem bagunceiro.

Nossa vida social está começando aos poucos e agora que estamos instalados na casa nova vamos nos dedicar a cultivar novas amizades e estabelecer uma rotina saudável e tranquila. É só o inicio de uma fase que ansiamos tanto em viver e que finalmente chegou. Nossos sonhos se tornam realidade e espero que continuemos felizes e satisfeitos. Quando comecei essa jornada em 2015 morar fora era um futuro longínquo, mas finalmente o futuro chegou!

11 Comentários

  • sempresabado

    Que delícia ler esse post!!! Eu acho incrível quando leio o post de alguém realizando os sonhos de fato. Tanta gente só fala, mas deixa a vida passar, e não realiza!
    Bom saber que as coisas estão caminhando e que agora vcs já podem subir na pirâmide de Maslow, rs.
    Saudades e espero em breve escrever um post realizando outro sonho nosso: nosso encontro numa praia europeia em pleno dia da semana!!!
    Elsa

    • sempresabado

      Oi Elsinha!
      Olha estou muito ansiosa para sua visita. Tem varias coisas que vejo e
      Penso “olha, a Elsa ia adorar isso aqui”. Foco na reta final e em breve será vc vivendo seu sonho! Saudade! Bjs

    • sempresabado

      Oi Erika o processo de imigração pra gente foi relativamente tranquilo pq somos todos cidadãos europeus. Tem algumas burocracias mas bem tranquilas. O jeito mais fácil do Fire ir pra Europa é em vistos para aposentados/rentistas. Varios países dão essa opção. O site euro dicas detalha como fazer pra cada país. Abs!

    • sempresabado

      Obrigada Vagabundo! Espero que a gente se encontre em algum momento nessa belezura de continente pra um café! Abraço

  • Viver Sem Pressa

    Oi Muquirana, que notícia boa em saber que já estão bem instalados na casa nova. Essa estratégia de procurar imóvel funciona, não funciona? rsr Eu também fiquei muito feliz quando encontrei um imóvel bem na rua que queria morar, por um preço abaixo do que eu pagava em São Paulo, então sei bem esse sentimento que você está tendo. Você já se adaptou à nova cidade? Eu ainda estou me adaptando com a minha, confesso que às vezes bate uma pontinha de saudade do bairro que eu morava, mas espero que seja um sentimento temporário. Como diz meu marido, a vantagem de morar de aluguel é que se for algo que realmente importante para nós, é só fazer as malas de novo e voltar pra São Paulo. Um super beijo!

    • sempresabado

      Oi Yuka! Suas dicas são muito valiosas agora q tenho um freezer vou partir pros caldos e congelados caseiros. Me aguarde!
      Por enquanto nenhuma saudade do bairro antigo. Estamos curtindo o silêncio, espaços vazios e a sensação de segurança. Acho que em breve vcs vão se sentir aconchegados no endereço novo, vamos tomando amor de pouquinho 🙂 caso contrário é só fazer as malas e usar a estratégia do aluguel de novo! Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.