Muquirana,  Reflexões

Férias da IF

Foto das cerejeiras em Tóquio

A Muquirana estava sumida do blog nas últimas semanas pois saiu de férias para realizar um sonho de infância da sua mãe, ver o florescer das cerejeiras no Japão, o chamado Sakura.

Eu já tinha feito essa viagem em 2015 com o Sr Muquirano em uma vibe bem diferente. Comendo comida tradicional, não ficando em nenhum hotel chique e usando exclusivamente o transporte público. Nao é uma viagem barata, porque o Sakura é alta temporada nos hotéis, mas foi bem mais em conta do que imaginávamos. Já com a minha mãe a história foi bem diferente….

Começando pelo voo, não tinha como voarmos direto para Tóquio com uma escala rápida, pois seria muito sacrificante para minha mãe que já fez uma cirurgia de coluna. A classe executiva custava incríveis 20 mil reais para cada uma de nós. A solução foi fazer um stopover de uma noite nos EUA e pagar assentos de econômica com mais espaço, fazendo o preço milagroso do voo que achei por 3200 reais no Melhores Destinos subir para 6500 reais.

No Japão sabia que precisava de um hotel de uma rede ocidental, principalmente pelo café da manha e camas altas. Minha mãe não comeria peixe com arroz de manha de jeito nenhum e nem conseguiria se levantar facilmente das camas baixas ou tatames japoneses. Além disso, tinha que buscar uma distância mínima para o metrô, pois ela não aguenta andar longas distâncias. Acabamos deixando uma quantia astronômica num Hilton, que nem era dos mais caros por lá.

O deslocamento também era um problema. Muitas vezes minha mãe estava cansada e não aguentava ir de metro. A solução era pegar um taxi ou uber que quando barato saia por 20 dólares o trecho.

Enfim, não preciso nem falar que minha vida passou muito longe da frugalidade habitual nessas duas últimas semanas e passando esse tempo com a minha mãe vi que quando ficamos mais velhos e ganhamos limitações, escolher a opção frugal simplesmente não é viável! Tirar férias da IF por duas semanas me fez pensar do quão privilegiado seria chegar na velhice podendo fazer esse tipo de coisa.

Claro que estou falando de uma série de gastos supérfluos de férias, mas que podem muito bem ser transportados para a vida cotidiana. Podemos precisar de enfermeiros na velhice, de carros automáticos, de alguém para fazer nossa comida, de um plano de saúde que custa caro, de remédios, etc. Hoje não penso nesse tipo de coisa, mas vendo as restrições da minha mãe vejo que ela nem considera as opções frugais que são naturais para mim, como andar de metro de pé segurando no apoio.

 Muitas vezes quando pensamos nos nossos gastos para fazermos nossas contas de IF estamos considerando um padrão de gastos atuais, enquanto somos jovens e autônomos. A Suze Orman falou um pouco mais sobre esse lado mais catastrófico em uma entrevista que ficou famosa ano passado. Ela exagerou na entrevista, mas não deixa de ter um fundo de verdade o que ela diz sobre seus gastos mudando ao longo da vida.

Depois de ter tirado férias da IF estou feliz de ter voltado para minha vida de bike e almoço na marmita, ainda mais depois de ler o post recente sobre o choque do Sr IF365 sobre o custo de vida nas viagens depois de se aposentar! A verdade é que para quem está acostumado a ser frugal, ter que gastar dinheiro acaba se tornando um verdadeiro sofrimento.

Não quero mudar meu numero alvo e nem meus projetos de IF por causa desse aumento de gastos da velhice. Claro que não dá para achar que o custo de vida vai ser o mesmo para sempre, mas também sendo frugal, poupando e gerando alguma renda durante a IF espero estar apta a navegar por esses anos mais complicados da vida.

Alguém já colocou na conta esse aumento de custo de vida por causa da idade??

13 Comentários

  • AA40

    Que bacana Muquirana essa viagem ao Japão. Achei o preço da passagem super em conta. Se fosse 3200 então seria mais barato que a maioria dos voos EUA-GRU.
    Incrível essa foto ai. DEve ter sido o máximo.

    Então, o custo de vida por causa da idade em sua maioria das vezes tende a diminuir já que o custo para trabalhar acaba sendo alto dependendo da profissão, que é meu caso. Contando com SUS e tendo casa própria é menor ainda. Claro que muitos querem conforto e deixar de lado a frugalidade após certa idade ou mesmo por questoes de saude como sua mãe, ai é diferente um pouco.
    Ah, concordo 100% com isso “A verdade é que para quem está acostumado a ser frugal, ter que gastar dinheiro acaba se tornando um verdadeiro sofrimento.”
    Abcs

    • sempresabado

      Olá AA40! Sabe que fiquei pensando hj na bike sobre o que vc falou sobre os gastos e vc está certo. Na velhice ganhamos gastos novos mas outros somem. Não pagamos mais escola pros filhos, a casa provavelmente está quitada e de fato trabalhar também custa dinheiro! Confesso que fiquei mais aliviada com isso!!
      Vc já se cadastrou nos melhores destinos? Vira e mexe aparecem uns voos de 1500 reais pros EUA. Não sei se funciona pro sentido inverso, EUA-Brasil, mas esse site é muito top. Fiquei até pensando que tenho que achar um gringo para voos fora do Brasil pra quando já estiver no FIRE. Se conhecer algum diz aí! Abs!

  • ABM

    Muquirana, que legal voce dedicar um tempo seu para realizar o sonho da sua mãe! Essa doação do seu tempo eh um ato de amor de valor inestimável. Boa dica do site de viagens, eu nao conhecia. Sobre os diferentes gastos ao longo da vida, eu tive a oportunidade de passar vários anos morando com meu avô que tinha alzenhaimer quando era bem nova. Isso moldou muito meu planejamebto financeiro. Mesmo que nem eu ou meu marido venhamos a ter limitaçoes graves ou a necessidade desse tipo de cuidado, nós partimos do pressuposto de que a velhice será a etapa mais cara da nossa vida. Portanto, planejamos aumentar nossa taxa de retirada a medida que envelhecermos, consideramos inclusive consumir parte do principal e deixar uma herança menor. Por conta do estilo de vida que teremos, a cidade que escolhemos, o tipo de moradia etc nosso custo no presente já eh baixo. E a variavel determinante de aumento ou nao desse custo ao longo dos anos sera a manutençao da nossa saude e autonomia fisical e mental.

    • sempresabado

      Olá ABM! Foi muito legal poder passar esse tempo ela, mas sacrificante deixar o bebe e o sr Muquirano em casa e ir pra tao longe. Estou feliz que deu tudo certo!
      Seu planejamento de IF parece muito estruturado e a ideia de consumir parte do principal é bem sensata. Como vocês devem manter uma vida saudável e equilibrada na nova etapa é bem provável que cheguem bem à velhice. Você já assistiu ao documentário Heal da Netflix? Duas pessoas já me recomendaram e falaram que é bem legal, quero ver no fim de semana. Abraço

      • ABM

        Nao eh facil viajar e deixar um bebe em casa. Que bom que voce e o sr muquirano tem esse nivel de companheirismo! Nessas bases, os planos tendem a dar certo! Não conhecia esse documentário! Vi o trailer e achei bem interessante. Vou assistir!

        • sempresabado

          Assisti ontem e achei bem legal! Vale a pena.
          Sr Muquirano foi ponta firme aqui, ainda mais com o agravante que nossa funcionária está de férias! Abraço!

  • Executivo Investidor

    Legal essa viagem! Ásia ainda não conheço nada mas já está nos meus planos pós-FIRE! Rsrs..
    em relação aos gastos na velhice acho que depende muito de como cada um envelhece. Se conseguirmos nos manter saudaveis os gastos não são tão diferentes, e às vezes ate menores pois como dito acima não há tantos gastos com filhos, etc. Porém caso haja necessidade de ajuda especial, remédios, etc infelizmente a coisa muda de figura. Se considerarmos somente o custo dos medicamentos especializados (colesterol, pressão, diabetes, etc) o custo pode ser superior a 1000 reais, mais uns 2000-3000 de um plano de saúde regular (sinceramente acho complicado achar que o SUS estará muito melhor daqui a 30-40 anos).
    Esse foi um dos motivos que me fizeram escolher pelo Canadá para passar meu período FIRE e velhice. Custo de vida bem acessível, saúde pública de qualidade, subsídio para medicamentos, e mais importante para mim nesse momento: melhor qualidade de vida e segurança.
    Minha meta FIRE ja considera a questão do envelhecimento, mas pretendo ir ajustando meus gastos a medida que os anos forem passando. Veremos!

    Abraço,
    Executivo Investidor
    http://www.executivoinvestidor.com

    • sempresabado

      Oi EI, a Ásia é ótima para viagens FIRE. Tirando o Japao, HK e Singapura, todo o resto é bem barato. Recomendo!
      Bom ponto você ter feito a escolha do Canadá pensando nisso. Esses quesitos que você mencionou dao uma bela reduzida nos custos futuros e a qualidade de vida mais alta ajuda uma chegada à velhice melhor. Nao tinha parado para pensar nisso, mas um ambiente limpo, seguro e organizado sem grandes estresses financeiros e de violencia fazem diferença na sua saude física e mental de longo prazo. Parabens pela escolha. Abs

  • Adriana

    Olá Muquirana. Acompanho o blog faz um tempinho, mas ainda não havia tirado um tempo para comentar. Sua postagem me fez pensar em dois pontos:
    Primeiro sobre as viagens. Viajo muito no estilo econômico com transporte público, hostel e comida de rua. Sou jovem e viajo sozinha então é perfeitamente possível caminhar o dia todo explorando o destino e economizar uma grana muito boa sem os confortos de hotéis e transportes privados. Talvez quando for mais velha, o estilo de viagem que eu queira fazer seja diferente. Daí a importância de também aproveitar a fase atual da vida. Não adianta só poupar para atingir a independência deixando para fazer todas as coisas boas da vida no futuro, porque o “timing” será diferente e a experiência não será a mesma. Sempre bato na tecla de que o importante é priorizar gastos. Gasto com viagem porque isso é importante para mim, economizo com outras coisas na vida diária para me permitir fazer isso.
    Segundo, sobre o envelhecer. Acho que não adianta contar com a ideia de que “vamos envelhecer bem se tivermos hábitos saudáveis” porque doenças e limitações surgem para todos, não adianta. Também, nem sempre teremos que cuidar apenas da nossa própria saúde, mas talvez tenhamos que cuidar dos gastos com saúde de outras pessoas que dependem de nós como pais e até mesmo filhos (doenças também surgem em pessoas jovens). Uma das minhas preocupações em ter minha reserva financeira é justamente essa. Talvez eu tenha que auxiliar meus pais daqui alguns anos ou mesmo eu mesma tenha que enfrentar algum problema de saúde. Não é que eu esteja sendo pessimista, é só precaução. Meus pais também tem as reservas deles, mas quem já viveu casos de doenças sérias na família – eu já vivi e posso falar – sabe que toda ajuda é bem-vinda e nessas horas são poucas as pessoas com quem contamos realmente para o mínimo auxílio, normalmente é só a família próxima mesmo.

    • sempresabado

      Olá Adriana! Antes de tudo obrigada por tirar um tempo pra deixar um comentário. A Elsa e eu adoramos quando temos uma amiga nova! 🙂
      Concordo 100% com a priorização. Vi seu site e penso igual a você. A vida fica muito chata se tivermos que economizar em tudo, então melhor gastar no que traz mais felicidade! Aqui em casa nossa prioridade também é poder viajar. Seja um bate-volta no fim de semana ou viagens mais longas. Gosto muito do que a Paula Pant fala: vc pode ter qualquer coisa, mas não pode ter tudo. Tem que escolher bem!
      Concordo que a velhice é imprevisível. Inclusive ontem assisti um documentário na Netflix chamado Heal e mostra uma professora de yoga, naturista que teve câncer. Ficou a dica de que é Importante cuidar da saúde mental ao longo da vida, não só da física.
      Um abraço!

  • JamesUnusy

    Hi,

    I’ve been visiting your website a few times and decided to give you some positive feedback because I find it very useful. Well done.

    I was wondering if you as someone with experience of creating a useful website could help me out with my new site by giving some feedback about what I could improve?

    You can find my site by searching for “casino gorilla” in Google (it’s the gorilla themed online casino comparison).

    I would appreciate if you could check it out quickly and tell me what you think.

    casinogorilla.com

    Thank you for help and I wish you a great week!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.