Elsa,  Reflexões

Meu dia perfeito FIRE

“É segunda-feira de manhã e eu acordo sem pressa e sem despertador. Acordo cedo porque o dia reserva muitas coisas que eu QUERO fazer, e não coisas que eu PRECISO fazer, então motivos para começar logo não faltam.

Eu como alguma coisa só para sair do jejum, e vou para o parque. Vou sem pressa, sem correr como eu fazia na época de trabalho pra já garantir alguns minutos a mais de exercício. Chego ao parque e faço uma aula gratuita de yoga.

Volto para casa e preparo um café da manhã. Faço meu chá gelado, com limão espremido, adoçado com mel e muito gelo. A coisa que mais me incomodava na época do trabalho era ter de pagar 10 reais por um chá gelado no Starbucks, já que não tinha como arranjar gelo no trabalho. Faço meu omelete, como alguma fruta e converso com o meu marido sobre os planos para o dia.

Aproveito o resto da manhã para me dedicar ao meu blog. Visito os blogs que eu gosto, aproveito para elaborar os comentários com calma e sem culpa de estar fazendo isso na hora do trabalho, como antigamente. Aproveito a inspiração dos demais blogueiros para trabalhar no meu texto da semana. Não tenho pressa em terminar hoje, terei outros dias para aprimorar.

E vai chegando a hora do almoço e eu escolho o que eu quero comer. Na época do trabalho, eu cozinhava minhas marmitas ao final de semana, e às vezes eu não tinha vontade de comer o que tinha trazido para o trabalho, mas não tinha opção. Agora eu tenho um freezer cheio de possibilidades ou a possibilidade de fazer uma comida fresquinha, preservando todos os nutrientes e aproveitando todo o processo do preparo.

De tarde eu vou para a minha tarefa do dia. Tem dias que eu faço algum trabalho voluntário para ajudar pessoas com finanças pessoais. Quando eu trabalhava fui convidada a participar de um projeto para ajudar pessoas com compulsão por compras em uma clínica psiquiátrica, mas não pude aceitar porque precisava dedicar minha quinta-feira inteira ao projeto. E não tinha como faltar ao trabalho toda quinta-feira. Fiquei arrasada, porque sabia que esse tipo de trabalho me traria muita satisfação pessoal!

Outros dias eu dou aula. Comecei minha carreira dando aulas mas abandonei porque poderia receber mais na carreira corporativa. Mas eu amo dar aulas! É muita alegria poder voltar a fazer isso, agora que não preciso mais me preocupar com o salário.

De noite faço mais uma janta gostosa e passo o resto da noite pesquisando sobre o nosso próximo destino de férias. Desde que nos aposentamos, eu e meu marido passamos 3 meses por ano viajando. Nosso estilo é o slow travel. Ficamos durante os 3 meses em alguma cidade que já visitamos e que gostaríamos de conhecer mais sobre a cultura local e estilo de vida. Já passamos 3 meses em Sevilha na Espanha, Cidade do Cabo na África do Sul e o próximo destino é uma vinícola na Alsácia, França. Ficar 3 meses em um lugar que nos permite aprender alguma coisa nova e podemos desfrutar o local aos poucos, sem a pressa do turismo comum. Durante esse tempo, alugamos temporariamente nosso apartamento em São Paulo para ajudar com os custos da viagem! Viva a economia compartilhada!

Vou dormir cedo porque sou uma pessoa diurna… e mal posso esperar para que o próximo dia comece, cheio de coisas que eu QUERO fazer!”

Confesso que escrevi o texto acima há alguns meses mas achei muito bobo para publicar aqui. Mas nesses dias estava pensando em como era importante me preparar para a minha aposentadoria e que fazer planos para esse momento seria muito útil no futuro. Então resolvi compartilhar com vocês para que esse sonho não se perca por aí, e para que eu posso revisita-lo sempre no futuro!

Sei que nem tudo serão flores na aposentadoria. Mas eu realmente acho que será uma vida com muito mais propósito e possibilidades! Tem algo de romântico nesse texto sim, mas será que não precisamos de um pouco de romance pra deixar nossa vida mais alegre às vezes?

Alguém mais quer compartilhar como seria seu dia perfeito FIRE?

Elsa

10 Comentários

  • ABM

    Nossa Elsa, que texto legal! Fiquei feliz ao ler! Ate me deu vontade de fazer um registro escrito mais detlhado assim como seu texto! Acho bem válido esse exercício que você fez! Não é tao simples quanto parece. Eu adoro a rotina que temos como família quando não há o componente trabalho no meio do caminho. Realmente a gente gosta de estar juntos e fazer atividades juntos. O que falta é o espaço aberto e mais contato com a natureza. Nos ultimos anos, optamos por destinos mais rurais em nossas ferias. No final, eh sempre uma melancolia voltar para casa, a sensaçao de que estamos deixando nossa vida para trás.

    • sempresabado

      Que bom que te inspirei ABM! Acho q é um exercício interessante sim.
      Eu tb sinto falta da vida ao ar livre! Aos finais de semana sempre saímos pra andar por São Paulo. Mesmo que falte o contato com a natureza, é uma delicia estar fora de casa, do sofá, da TV.

  • Anônimo

    O meu dia perfeito de tranquilidade financeira – seria assim:

    Eu acordaria na faixa horária entre 06h e 07h, depois de dormir em uma cama supersize, do lado de uma pessoa especial.

    Logo em seguida iria tomar um bom banho, vestir boas roupas e então tomar um bom café da manhã, enquanto escutasse ou lia as notícias do dia.

    Depois, seguiria de carro para meu negócio, não sei exatamente de quê ainda. Passaria boa parte do dia lá, esquecendo que eu levaria uma boa comida feita em casa.

    Por volta das 16h, 16h30 voltaria para casa. Aí as 17h eu praticaria alguma atividade física (natação, corrida, bicicleta, iria intercalando a cada dia da semana), isso em algum parque perto de casa, quero morar em um local de clima ameno e arborizado.

    Tomaria um bom banho depois é por volta das 18h30 eu iria jantar alguma comida saudável e nutritiva. Logo depois eu usaria esse tempo para várias coisas:

    – Ler um livro
    – Assistir documentários (Eliminaria totalmente a TV aberta da minha vida).
    – Aprender novos idiomas
    – Escutar música (Comparia uma vitrola, pois gosto muito de músicas antigas)
    – Assistir séries e filmes
    – Cuidar do animal de estimação (penso em um jabuti e um aquário)

    Por volta das 22h eu iria dormir.

    Faria uma viagem nacional e uma internacional por ano, nas férias e no carnaval (se eu tiver morando no Brasil).

    Para quebrar a rotina poderia nos FDS fazer viagens para a praia, para a serra, pequenos bate e volta. Na semana poderia ir a shows, teatro, cinema, museus.

    • sempresabado

      Adorei Anon!!
      Nossos dias perfeitos tem alguns pontos em comum! Principalmente a possibilidade de se alimentar melhor!
      Que os nossos dias perfeitos virem realidade em breve.
      Abs!

  • Tony Stark

    Adorei o relato.
    Um dia destes vou me inspirar e escrever também sobre um dia perfeito.
    O que mais me atrai nisso tudo é a possibilidade de viajar e não ter “amarras”.
    Não se preocupar em ter que voltar logo e trabalhar.
    Também quero ter um negócio para não ter que trabalhar, mas não quero ter de cumprir horários.
    E o fato de ter uma renda passiva suficiente para não ter a necessidade primitiva de botar comida em casa e cobrir as despesas, é o que mais me atrai.
    Vamos em frente.
    Um abraço, Stark.
    http://www.acumuladorcompulsivo.com

    • sempresabado

      Boa Stark! Vale fazer o exercício pra se motivar e se preparar!
      Suas motivações são bem parecidas com as minhas…
      Vamos em frente!
      Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.