FIRE,  Muquirana,  Reflexões

Obrigada São Paulo

Photo by Guilherme Stecanella on Unsplash
Avenida Paulista. Onde a odisseia muquirana começou.

Estou empacotando a casa, vendendo os móveis e em uma correria louca para entregar o apartamento, fechar as malas e partir para minha odisseia na Europa. Já estou bem cansada de São Paulo há algum tempo, mas agora na hora da partida bateu aquela melancolia de uma fase que acaba. Li uma entrevista do Facundo Guerra e uma frase me chamou muito a atenção:

“A cidade é uma ilusão coletiva. Aqui é meio Serra Pelada. Quando sua ambição ou sexualidade fica pequena demais na sua cidade você vem pra São Paulo. Aqui é onde os sonhos nascem e morrem.“

O processo comigo foi assim. Quando minha cidade ficou pequena demais para mim, fui estudar em uma maior, e quando essa outra ficou insuportavelmente provinciana acabei indo pra São Paulo. Cerca de 90% dos meus amigos de faculdade também tomou o rumo daqui e falávamos que “São Paulo é igual a morte, chega para todo mundo um dia.” Cheguei em 1o de julho de 2009 com um monte de diplomas embaixo do braço e uma vontade de ficar rica que transbordava pelos poros. Diria que ali foi onde o sonho nasceu. Trabalhava umas 12h por dia no escritório em fuso horários de maluco e ainda dava aulas em um cursinho aos sábados para ajudar as contas a fecharem. O ritmo frenético durou anos, acho que até 2016 quando conheci o Mr Money Mustache e o movimento FIRE e o sonho da riqueza sem fim já não parecia mais tão incrível assim. E a verdade é que percebemos que a vida muda muito pouco quando os 0´s excedentes vão se somando no saldo bancário. A felicidade está em outras coisas.

São Paulo é tão grande e tão diversa que acaba suprindo com maestria todas as fases de vida do jovem adulto. Digo que até ter filho minha relação com São Paulo era só flores. Para quem veio do interior como eu, ter essa mistura de culturas e imigrantes é fascinante. Minha concepção de comida estrangeira na infância era esfirra e quibe, porque só os libaneses encararam meu estado natal! Descobri a Ásia em São Paulo e me apaixonei. 

Quando o interiorano chega em São Paulo é impossível não ser seduzido com a eficiência da cidade. Andar de metro no começo te faz sentir quase um europeu! As coisas funcionam, as pessoas são impessoais e profissionais e por mais que aqui ainda seja Brasil e todos tenhamos o “jeitinho”, o improviso é ínfimo comparado com o resto do país. Costumo brincar com a Elsa que depois de tirar sangue com a borboletinha, que vai enchendo os tubinhos sem dar um tranco na sua veia, você nunca mais quer voltar para o método antigo!

Nem tudo são flores por aqui e São Paulo tem a coleta com a borboletinha porque são tubos e tubos de sangue para exames que mostram sempre a mesma causa raiz: stress. Tudo é muito. Muito trabalho, muito dinheiro, muita gente, muita informação, muito barulho. Não é atoa que as pessoas precisam de um detox fora daqui de tempos em tempos. Até meu marido, paulistano raiz, diz que se sente bem só de pegar a marginal e rumar pra fora da cidade num sábado de sol. Para quem não quiser se deslocar, São Paulo pensou até nos grupos de meditação e na yoga no parque. Foi aqui na loucura que aprendi que parar, respirar e meditar não é coisa de bicho grilo e sim instinto de sobrevivência.

Por fim, agradeço a São Paulo pelos amigos que ganhei. É bem verdade que todos meus amigos paulistanos vieram do ambiente de trabalho. Os locais têm suas dinâmicas e seus amigos de infância, mas passam tanto tempo no trabalho que algumas afinidades aparecem e as amizades surgem (não é Elsinha?). No começo é difícil fazer amigos, mas com o tempo as pessoas baixam a guarda e se mostram grandes companheiras.

Dar uma arejada é sempre bom e vamos descansar um pouco de São Paulo. Nossa fase de acumulação está encerrada por agora e a vontade de estar no silencio e em ambientes mais vazios é grande. Mas, quem sabe a gente não volta um dia? Alguns sonhos morrem, mas sempre há outros que podem brotar e São Paulo é um lugar fértil para eles.

A São Paulo e todos seus filhos, meu sincero obrigada. Obrigada por terem me recebido e terem deixado meus sonhos crescerem. Devo muito a vocês.

19 Comentários

  • Rubinho

    Muito bom! São Paulo, quando se realiza é triste. Tem ao mesmo tempo, muita coisa e pouca coisa o que fazer. Tem a borboletinha para tirar o sangue, mas a cidade tira seu sangue.

    O pior , opino eu, é o nível de excelência constante da cidade. O nível de exigência que nos impomos e impomos aos outros. Viramos os chatos de outros estados e cidades.

    A piada comum entre paulistanos é (era) sentar em um restaurante em outro estado e medir e tempo da demora para a comida chegar. Se vai chegar conforme pedido. Com as décadas hipstets chegando passamos a observar que o “queijo não era top (carregado no sotaque)”, “feito com carinho e exclusividade (sim, achamos que o produtor só fabrica para nós) de uma finca na toscana”.

    Mas, … quando saímos de São Paulo … o que sentimos falta?? É para pensar também.

    • sempresabado

      oi Rubinho, é isso mesmo. Tudo feito com carinho e jeitinho e amor e custando bem caro. hehehe. Quando estava indo pra casa da minha mae de carro na pandemia paramos num posto de estrada e pedi um café espresso. Veio um treco bizonho de aguado e ruim, na hora olhei pro meu marido e rimos falando “cadê aquele grao colhido com carinho nas serras de Minas e moido por virgens cegas, passado na perfeiçao numa maquina que veio da Toscana?”. Esse padrao SP de excelencia cansa as vezes mesmo, mas nossos 2 meses no interior mostrou que dá pra viver muito bem sem ele.
      abraço!

  • ABM

    Muito bom ter essa sensaçao de que valeu a pena, de dever cumprido! Se em 2016 vc considerou essa opçao FIRE, e em 2020 vc esta concretizando esse plano, vc ja estava mandando super bem! Boa sorte nos preparativos e que um mundo de possibilidades se abra para vc para sua familia! Um abraço!

    • sempresabado

      oi ABM, obrigada pelo carinho! vou te falar que em 2016 já estava com a paciencia 0 pra continuar trabalhando, pcp depois que descobri o movimento FIRE. foi um exercicio de parar, respirar e juntar forças pra continuar até 2020.. um abraço!

  • sempresabado

    Que lindo Muquirana!
    Posso dizer que como uma paulistana raiz eu também sinto muita necessidade de fazer um detox da cidade em tempos em tempos. E tenho muita curiosidade de saber como é a vida fora daqui, conhecer um outro Brasil.
    Sei que vc “venceu na cidade” rs. E fico feliz de te ver com coragem de realizar um outro sonho.
    Saiba que eu também me surpreendo que fiz amizades verdadeiras no ambiente de trabalho. Mas é isso que você falou, depois de um tempo baixamos a guarda e compartilhamos nossos medos e angústias. Ficou inevitável ser sua amiga porque é muita afinidade mesmo!
    Sei que nossa amizade continua, mas vou sentir falta dos nossos almoços, escapadas no meio da tarde e jantares!
    Beijos Elsa

    • sempresabado

      Oi Elsa, obrigada pelo carinho e pelo companheirismo nesses anos de estrada. Nossos cafés vao fazer falta, mas espero que agora a gente possa fazer eles em paz, sem hora de voltar pra mesa e pelo mundo!
      um beijao

    • sempresabado

      Olá DIL, muito obrigada pelo elogio!
      Por enquanto nao tenho muitos planos. Vou descansar um pouco e provar a vida sem muitas obrigaçoes. Teremos uma base fixa na Europa e vamos conhecer o que for possivel dadas as restriçoes da pandemia. Ainda prefiro nao falar pra onde vou, tem tanta restriçao aparecendo com o covid que prefiro chegar lá com meus dois pezinhos antes de cantar vitoria. abraço!

    • sempresabado

      Olá! DIL, obrigada pelo comentário tão gentil e pelas visitas. O plano iniciar era ficar viajando, mas durante a pandemia vimos que era bem pesado cuidar de uma criança full time na estrada, então optamos por uma vida de raizes fincadas mesmo. Apto alugado, filho na escola, etc. Não sabemos por quanto tempo vamos ficar ou se ficaremos nesse país mesmo. O plano por enquanto eh não ter planos! 🙂
      Abraço

  • Aposente Cedo

    Parabéns, Muquirana! O fim de um ciclo e início de nova jornada é sempre instigante, deixa aperto no coração pelo que ficou pra trás e muita ansiedade pelo que vem pela frente.
    Aproveite a nova jornada e desejo muito sucesso como FIRE!

  • Executivo investidor

    Caramba que notícia excelente! Só eu ficar um tempo fora da blogosfera e muita coisa aconteceu! Coisas boas!

    Fico muito feliz por você! Qual país você está indo? Muito legal mesmo. Espero que continue escrevendo sobre suas experiências.. as vezes me arrependo de ter terminado meu blog mas..
    Grande abraço e muito sucesso nessa nova fase!
    Abs.

    Executivo Investidor

    • sempresabado

      Olá EI! Que bom ter notícias suas. Espero que esteja tudo bem com vc e a família. Sinto falta do seu blog sabia!
      Apareça mais vezes por aqui.
      No momento estou na Europa continental. Prefiro não entrar em muito detalhes da minha localização 🙂
      Um abraço!

  • @OFrugalista

    Uma das melhores sensações do leitor de blog é o primeiro contato com uma página desconhecida que se revela um verdadeiro oásis no deserto.
    Que bela surpresa esse blog de vocês.
    Parabéns! E obrigado! 🙂

    Sigo um rumo parecido com o de vocês…. patrimônio aumentando bastante nos últimos anos (só pegou tração há pouco tempo) e o desejo de sair da corrida dos ratos.

    De um tempo pra cá começamos a investir em imoveis com a ideia de criar um fluxo de caixa e preservação de patrimônio, considerando que na bagunça que é o Brasil essa classe de ativos tende a ser mais estável. Mas acho q precisamos focar mais na questão da rentabilidade e o cap rate… ano q vem receberemos as chaves do primeiro apto de renda e estou ansioso pra ver na prática se a estratégia de aluguel de curta duração será rentável.

    Se puder compartilhar, seria ótimo ter algumas dicas sobre como compraram os imóveis na europa…

    Abraços,
    @OFrugalista

    • sempresabado

      Olá Frugalista! Fico feliz com seu comentário tão elogioso. Bem vindo ao nosso blog. Cada leitor novo vira um amigo virtual, então sinta-se em casa. Estou devendo esse post os imóveis europeus. Pode deixar que vou soltá-lo em breve. Abs!

Deixe uma resposta para ABM Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.